CAMPANHA DO SICREDI ESTIMULA CONTRIBUINTES APOIAR PROJETOS CULTURAIS E DE SUSTENTABILIDADE.

querencia

Aqui, o leão é amigo da cooperação

O Sicredi está promovendo a campanha de doação de recursos para projetos sociais e culturais, com o tema “Aqui o leão é amigo da cooperação”. A inciativa estimula que o contribuinte decida onde quer investir parte do Imposto de Renda devido. A instituição financeira cooperativa capta recursos via Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente para ampliar os investimentos em projetos que promovem a cultura e o desenvolvimento sustentável.

Pessoas físicas que declaram o Imposto de Renda de forma completa podem realizar doações com dedução limitada a 6% do imposto devido, até o dia 30 de dezembro. Para pessoas jurídicas que desejam doar é preciso que sua contabilidade seja pelo lucro real e o limite é 1% nas doações para o Fundo Municipal.

Para doar o contribuinte pode escolher por um dos municípios listados no site de doação, onde o Programa A União Faz a Vida está inscrito. A simulação da doação está disponível no site http://www.doefundacao.sicredi.com.br. O site é apenas o cadastro de intenção de doação, para que ela seja efetivada, é necessário que o doador, realize o crédito para a conta da iniciativa escolhida, conforme os dados fornecidos no momento do cadastro da intenção de doação. Para a declaração de IR, o contribuinte declara que realizou a doação e o valor será deduzido.

O Programa – O União Faz a Vida é o maior programa de responsabilidade social do Sicredi que é desenvolvido em parceria com as Secretarias de Educação Municipal e Estadual. Implantado no ano de 2013 em Querência, o programa já habilitou cerca de 160 professores, conta com a participação de mais de mil alunos e 13 escolas do município foram envolvidas. O objetivo é somar com a atual forma de ensino através de um método mais dinâmico. Assim, os alunos, em conjunto com os professores sentem-se motivados para desenvolver o seu próprio aprendizado.

SOBRINHA DE BRASILEIRA REFÉM POSTA QUE TIA “ESTÁ A SALVO E BEM”.

10702119_10152905856209575_4407508715068227541_n

A família da brasileira Márcia Mikhael, que vive na Austrália há cerca de 20 anos e foi uma das vítimas do sequestro em Sydney, disse à TV Globo que ela está bem após polícia invadir a cafeteria  em Sidney e pôr fim ao cativeiro de dezenas de pessoas. A sobrinha de Márcia, Christine Mikhael agradeceu em sua conta no Facebook as preces e lembranças e disse que a a tia “está a salvo e bem”. “Nossas pensamentos estão com os reféns que ficaram feridos”, concluiu a mensagem.

Thankyou god!! For all those who have contacted and prayed for us – thank you. My auntie Marcia Mikhael is safe and away from harm. Thoughts are with the injured hostages. Thankyou god!!

APÓS INVASÃO, TV AMERICANA DIZ QUE HÁ 2 MORTOS E 5 FERIDOS.

REFEM1

A polícia invadiu na tarde desta segunda-feira (15, horário de Brasília) o café onde cerca de 40 pessoas eram mantidas reféns em Sydney, na Austrália. Pelo menos duas pessoas ficaram feridas.

Ouviu-se um barulho de explosão dentro da cafeteria, e em seguida pelo menos cinco pessoas pessoas saíram correndo do café Lindt.

A polícia confirmou que foram disparados tiros e granadas dentro do local. Imagens de TV mostram que algumas macas eram usadas para retirar vítimas do local. De acordo com a rede CNN, ao menos duas pessoas morreram e várias foram feridas.

Segundo a rede australiana “7 News”, o sequestrador é o clérigo radical iraniano Man Haron Monis.

IRANIANO

PERSONAL DE GOIÂNIA É UMA DAS REFÉNS NA AUSTRÁLIA.

10410719_10152951482994575_6357527918120754298_n

Familiares da personal trainer e gerente de projetos brasileira Marcia Mikhael afirmam que ela é uma das pessoas mantidas reféns no Lindt Chocolat Cafe, em Martin Place, em Sydney, desde as 21h (horário de Brasília) de domingo (14), 10h de segunda-feira (15) na Austrália. A mulher é natural de Goiânia e mora na Austrália há cerca de 20 anos, segundo a família. A informação não foi confirmada pelo Itamaraty, que acompanha a situação.

O irmão da brasileira disse que Marcia trabalha no prédio onde fica o café e frequenta o local diariamente, mas não imaginava que sua irmã pudesse estar no local.

“Eu estava no trabalho hoje de manhã quando ouvi a notícia, não imaginava que minha irmã estava lá no meio. A primeira notícia que recebi é que ela estava no prédio, depois que realmente estava no café. Assim que os sequestradores entraram ela mandou um recado sobre o que estava acontecendo, assim ficamos sabendo”, afirmou o homem, identificado como Jorge, à GloboNews.(G1).

EXCLUSIVO: SECRETÁRIO EDUARDO MOURA FALA AO QUERÊNCIA HOJE.

O novo secretário de desenvolvimento de políticas regionais anunciado ontem pelo governador eleito Pedro Taques é um homem do Araguaia e com isso atende um compromisso anunciado pelas cidades por onde andou na campanha.
Eduardo Moura é natural do Rio de Janeiro, pecuarista, economista e grande investidor na região de Nova Xavantina. Suplente de deputado federal em várias legislaturas, assume dia primeiro de janeiro um enorme desafio de dar solução aos sérios problemas de logística e de caráter social em todo estado e em especial ao do Araguaia.
Por e-mail, o novo integrante do governo estadual gentilmente respondeu as perguntas do Portal QUERÊNCIA HOJE.
EDUARDOMOURA
FOTO: HOMERO SERGIO.
HOMERO SERGIO:
Após vários anos da suplência no legislativo, chega a hora de mostrar o que sabe na realidade dura de muitos município carentes do estado. Como está seu ânimo para isso.
EDUARDO MOURA: Estou extremamente animado com este novo desafio.
Ajudar a tornar o Mato Grosso um Estado mais justo, com menos desigualdades regionais e principalmente um Estado transparente,voltado para o cidadão e receptivo à novos investimentos é estimulante.
HOMERO SERGIO:
Eduardo, de imediato, que podemos esperar no Araguaia frente sua orientação? Que problemas atacar urgente e como pretende fazer isso ficando em Cuiabá?
EDUARDO MOURA: Já estamos conversando sobre as questões de logística da região, o hospital regional de Porto Alegre, entre outros assuntos, mas minha primeira prioridade será dar atenção e esta gente sofrida e abandonada, que na minha opinião, foi injustamente retirada da Suiá Missú.
Terei como base Cuiabá, mas estaremos permanentemente correndo o trecho e teremos através dos consórcios contato direto com a ponta, com os municípios e com o cidadão.
HOMERO SERGIO: Sua secretaria terá orçamento e isso já está delineado?
EDUARDO MOURA: Não terá orçamento visto tratar-se de uma Secretaria meio.
Será uma Secretaria de articulação de políticas regionais e através das câmaras articulação transversal entre as demais Secretarias.
HOMERO SERGIO:  Como será a relação com prefeitos que não apoiaram Taques?
EDUARDO MOURA: As eleições se encerraram em 5 de outubro passado. Todos agora estamos apoiando o desenvolvimento de Mato Grosso.
Não perguntaremos a nenhum Prefeito,Vereador ou cidadão quem ele apoiou na eleição. Somos todos Mato Grossenses que merecem a mesma atenção e respeito do governo. Já desmontamos o palanque.
HOMERO SERGIO: Com quais lideranças do araguaia poderá contar para levar a frente os desafios locais, levando em conta o tamanho da região?
EDUARDO MOURA: Espero contar com todas em prol do desenvolvimento desta região.
Como disse anteriormente, se todos entenderem que o momento é de união em prol de um projeto único de desenvolvimento, todas terão sua parcela de contribuição e estou aberto ao diálogo e a receber a colaboração,críticas e sugestões de todos, independente de coloração partidária ou divergências políticas.
HOMERO SERGIO: O Sr. pretende visitar a região em breve?
EDUARDO MOURA : Tão logo se inicie o Governo, pretendo rodar o Estado e ouvir as demandas de cada região.
Por mais transparente e correto na aplicação dos recursos públicos que seja um governo, não há dinheiro suficiente para atender a todas as demandas. O mais difícil será definir prioridades, quando tudo é importante.
HOMERO SERGIO: como ficam seus negócios e atividades de classe com essa participação no governo?
EDUARDO MOURA:  Neste momento tenho minha fazenda arrendada e no confinamento, como sempre trabalhei com uma equipe altamente qualificada, não tenho preocupação com o andamento deles.
Finalizando mando um abraço para região e desejo boas festas à todos.

SOBRE GOVERNO TAQUES, ARAGUAIA E QUERÊNCIA AMADA.

* HOMERO SERGIO DE MOURA

Faço idéia o tamanho do desafio que significa ser político e ainda mais assumir o governo de um estado tão crucial do PIB Brasil, quanto é o Mato Grosso e levando-se em conta ser o político estreante em termos de “pegada de executivo” como é o caso do ex-procurador Pedro Taques. Mais difícil ainda, isso acontecer numa hora tão deprimente da cena política brasileira. Mas, ainda é possível sonhar…

O senador Taques completou ontem o anúncio de sua equipe e até agora passado quase 24 horas, não se encontra uma linha na imprensa que se contraponha aos nomes ou a competência dos indicados. Além de nomes com respaldo de experiência, já é possível ver o cumprimento de promessas feitas nas ruas ao longo da campanha.

Um exemplo típico dessa coerência é a nomeação do pecuarista Eduardo Moura. Há anos o Araguaia é esquecido, e assim seguiu nos últimos 8 anos em que sou testemunha ocular na região. Chegou finalmente  a vez do “eterno” suplente de deputado Moura arregaçar as mangas e dar voz aos inúmeros problemas que afetam a região que vão de: fortalecer hospitais regionais, concluir a BR 158 e torná-la mais segura, instalar Politecs em mais pontos para que um acidentado fatal não espere por mais de 5 horas pela perícia, interceder para que o policiamento na região seja prestigiado, fortalecer o papel da entidades que lutam por regularização de terras e tantas outras demandas que a anos se arrastam. Não é pouca coisa, ainda mais sabendo que ficará baseado em Cuiabá, o que obrigará prefeitos de mais de 30 cidades, seguirem o “CAMINHO DE CUIABÁ” e com pires na mão buscarem atendimento para demandas antigas.

No que diz respeito à nossa Querência Amada, o futuro é animador: o vice-prefeito Luzimar é ligado ao vice-governador Carlos Fávaro, ambos do PP e o novo  “prefeito do Araguaia” Eduardo Moura apoiou o prefeito de Querência Gilmar Wentz na eleição de 2012 que derrotou João Pizzi e Valério Fernandes. É evidente que os dois primeiros anos do atual governo Wentz, foram sob a batuta do Silval, que hora de despede e que com uma copa do mundo e uma eleição no calendário, na minha opinião foi prejudicado com aportes financeiros até para comprar óleo diesel para refazer estradas. Não será tarefa fácil para Taques tirar o Araguaia do esquecimento e transformar em terras de oportunidades como ele já o definiu em campanha.

Aos mortais moradores da região restam a fé e a confiança para que essa página de abandono seja virada, que prefeitos e vereadores não arrisquem a vida em estradas perigosas atrás de verbas que nunca virão e de promessas que sabem não poderem cumprir.

E nesse contexto, o papel da mídia responsável da região terá muita importancia em dar voz a quem não tem e ter independência para cobrar as promessas e não ficar amarrado em folha de pagamentos de prefeituras e câmaras municipais e de atores políticos que não cumprem o que prometem em campanha e depois dizem que “promessas de campanha não são para serem cumpridas”.

Sorte ao novo governo Taques e não deixais cair em tentação…

* Homero Sergio de Moura é jornalista e editor do portal QUERÊNCIA HOJE.

DEFINIDA QUASE TODA EQUIPE DE PEDRO TAQUES: ÚNICA MULHER NO TIME COMANDARÁ A SEMA.

CONFIRA A EQUIPE DE PEDRO TAQUES PARA O COMANDO DO NOVO GOVERNO QUE TOMA POSSE EM 1º DE JANEIRO DE 2015

pedroeduardo

Casa Civil – PAULO TAQUES

Casa Militar – RIBEIRO LEITE

Secretaria de Educação – PERMÍNIO PINTO

Saúde – MARCO BERTÚLIO

Cidades – EDUARDO CHILETTO

Meio Ambiente – ANA LUÍZA ÁVILA PETERLINI

Segurança Pública – MAURO ZAQUE

Comunicação – JEAN CAMPOS

Procurador-Geral do Estado- PATRYCK AYALA

Infraestrutura – MARCELO DUARTE

Desenvolvimento Econômico – SINERI PALUDO

Administração – JÚLIO MODESTO

Planejamento – MARCO AURÉLIO MARRAFON

Políticas Regionais – EDUARDO MOURA

Mais informações em instantes.