CIA AÉREA SE CONSOLIDA NA REGIÃO.

Fotos: ÁguaBoaNews

A linha área de passageiros da ASTA iniciou a operação no Araguaia em 25 de agosto (ver aqui) e se consolida devido a um razoável número de passageiros, no voo Cuiabá a Água Boa nesta manhã de segunda-feira (22) o avião chegou lotado e as 15h de volta a capital 3 passageiros embarcaram em Água Boa.

Os voos são diários, de segunda a sexta, saindo de Cuiabá com destino a Água Boa. Daqui partem para Confresa e São Felix do Araguaia, retornam para Água Boa, para então retornar a Cuiabá.

As passagens aéreas estão disponíveis pelo site da Asta sendo que de Água Boa/Cuiabá o valor da passagem é de R$ 549 a R$ 699. De Água Boa à Confresa ou São Félix do Araguaia o valor da passagem é de R$399 a R$ 599. Mais os preços são instáveis é melhor acessar o site AQUI.

Horários dos voos (horários de Brasília): Saída de Cuiabá às 07h chegada à Agua Boa às 8h50 com retorno para Cuiabá às 15h chegada à capital às 15h50.

Saída de Água Boa para Confresa às 09h15 e chegada às 10h45; saída de Confresa para Água Boa às 12h30 e chegada às 14h35.

Saída de Água Boa para São Félix do Araguaia às 09h15 chegada às 13h05; saída de São Félix às 13h20 chegada a Água Boa às 14h35.

As passagens poderão ser adquiridas no escritório da agência da empresa no aeroporto em Água Boa com a Fernanda que atende pelo telefone: (66) 9924-7087;

Em Confresa com Tião (66) 9628-3832;

Em São Félix do Araguaia com Naime (66) 8431-6286 e em Cuiabá (65) 9979-3828.

Saiba mais sobre a ASTA

Há 15 anos prestando serviços no Estado, a ASTA é uma empresa genuinamente mato-grossense, ofertando serviços de transporte de cargas e passageiros, sempre em constante evolução e aprimoramento dos serviços.

A história do Grupo teve início em 1995. Na época, o Grupo contava com atuação de duas aeronaves pequenas, modelo Sêneca, com capacidade para cinco passageiros que eram fretadas e utilizadas em voos pré-agendados, com finalidades específicas. Hoje, a ASTA dispõe de várias aeronaves para transporte de passageiros e encomendas, com uma operação em aeronaves modelo C-208B, Grand Caravan com capacidade para transportar nove passageiros, além de dois tripulantes.

Com a credibilidade adquirida com o tempo e pela eficiência nos serviços prestados, já foram conquistados vários clientes em Mato Grosso.

Especializando-se também em transporte de cargas, nasceu a Logos Express, levando encomendas para quase 100% municípios do Estado de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, com rapidez e segurança. Uma das marcas da empresa é a pontualidade. Tal potencial transformou a Logos Express em uma das conveniadas da JAD Log, uma das maiores transportadoras do País, fazendo com que o setor de cargas da ASTA possa entregar cargas e encomendas em quase todo o território nacional e em vários lugares do mundo.

Este ano, a ASTA alçou voos mais altos e passou a contemplar o interior de Mato Grosso com transporte de passageiros. Atualmente, cinco cidades da região norte do Estado são contempladas com voos comerciais. Diariamente, Juara, Juruena, Juina e Lucas do Rio Verde, com saídas e chegada em Cuiabá.

A última linha lançada pela ASTA liga a capital do Estado ao município de Lucas do Rio Verde. Inicialmente, as viagens ocorrem três vezes por semana, mas em breve serão diariamente.

MISSÃO

Atender nossos clientes em toda a região do centro-oeste, pantanal e planície amazônica, superando qualquer destino e chegando aonde nenhum outra companhia consegue chegar. Encurtando distâncias, seja qual for a hora e o lugar.

PLANTIO SOB PRESSÃO.

Maior preocupação neste ciclo se relaciona ao mercado. Preço internacional atinge menor patamar em quatro anos

Safra começa sob um contexto preocupante: menor bushel em 4 anos

MARIANNA PERES – DIÁRIO DE CUIABÁ.
Da Editoria

Setembro vai sendo marcado não apenas pelo início da nova safra brasileira de soja – com o cultivo dos primeiros hectares em Mato Grosso, no último dia 16 – mas, principalmente, pelo desmoronamento dos preços na Bolsa de Chicago, onde há a formação mundial da cotação do grão. O bushel, padrão norte-americano que equivale a cerca de 27 quilos, e baliza o preço na Bolsa, encerrou mais uma semana abaixo de US$ 10, o menor valor registrado no mercado nos últimos quatro anos, e muito longe do teto de US$ 17,71 em setembro de 2012.

Como explicam os analistas do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), setembro começou sob os efeitos do relatório de oferta e demanda do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (Usda, sigla em inglês) para a soja e mais que consolidou as expectativas do mercado, já que revisou para cima o que já seria uma oferta maior. A produção da soja nos Estados Unidos para o ciclo 2014/15 foi projetada para 106,4 milhões de toneladas. Além disso, a produção do Brasil, Argentina e outros principais produtores também foi elevada. “Assim, a nova produção mundial está no recorde de 311,1 milhões de toneladas. A demanda aumentou também, mas em proporções menores, estimada agora em 285 milhões de toneladas. Com esses volumes, os estoques finais foram projetados para o recorde de 90,2 milhões de toneladas, fazendo a relação estoque/consumo subir para o recorde de 31,6%. Todas essas relações consolidam a expectativa de safra cheia, nocauteando os preços futuros”. O bom desenvolvimento da safra, em colheita já, assegura os fundamentos bastante negativos para os preços internacionais, já que em função da grande oferta este cenário de baixa nos preços parece cada vez mais sólido, restando a expectativa para a safra da América do Sul, iniciada por Mato Grosso.

A COMERCIALIZAR – A nova safra começou em Mato Grosso com o menor volume comercializado de forma antecipada dos últimos seis anos, pelo menos. Das mais de 27 milhões de toneladas esperadas – que se confirmadas serão recorde – apenas 11% estão vendidas antes de serem plantadas. “Esse ritmo preocupa”, exclamam os analistas do Imea.

Eles explicam que a situação para as vendas da soja no mercado futuro não anda nada boa. Com os baixos preços que estão sendo ofertados, os produtores mato-grossenses ficam receosos em realizar grandes volumes de vendas e depois não poder aproveitar uma janela melhor de preços. “Assim, a comercialização andou apenas 3,1 pontos percentuais (p.p.) em agosto atingindo 11%. Os preços atuais para pagamento e entrega em março/15 {contrato de maior adesão no Estado} tiveram média de R$ 41,22 a saca em agosto, bem inferiores à média de R$ 47,76/sc registrada em agosto do ano passado para entrega em março/14”. A perda anual de quase 14% reflete exatamente o pós-Usda, e reforça o que era estimada quando a safra era planejada no Estado.

NO DISPONÍVEL – O mercado da soja vem apresentando, como apontam, cenários bastante distintos em curto e médio prazos. Enquanto a expectativa é de preços bastante reduzidos para o próximo ano, em curto prazo o cenário é um pouco melhor. Os produtores que ainda possuem soja em estoque conseguem vendê-la a preços remuneradores, por mais que eles já tenham estado melhores.

Apenas a soja da safra 2013/14, que já está com volumes bastante reduzidos em estoque, é ainda uma boa opção de lucratividade. As indústrias que precisam realizar compras imediatas acabam pagando valores satisfatórios. As vendas, no entanto, seguem pontuais atingindo em agosto 96,1%, com preço médio de venda no mês de R$ 55,54/sc. Assim, para quem ainda tem algum volume em mãos acaba tendo uma boa opção de lucro no momento. “Além disso, oportunidades vindas através do dólar ou dos bons valores dos prêmios nos portos brasileiros para o próximo ano podem, e devem ser aproveitadas”.

JANETE RIVA PEDE ORAÇÕES PELO PILOTOS SUMIDOS. CAMPANHA SUSPENSA.

Janete Riva
Agradeço a preocupação de todos com relação ao sequestro do avião da nossa campanha. Agora, estamos empenhados para que nossos dois companheiros saiam dessa em segurança. Vamos todos orar para que cheguem boas notícias sobre as investigações da polícia. Suspendemos a nossa agenda e estamos retornando para Cuiabá. Quando recebermos uma informação, repassaremos a vocês. Obrigado e continuem orando.

O avião de campanha e seus dois pilotos desapareceram na tarde deste sábado no aeroporto em Pontes e Lacerda. A Polícia Federal está investigando e não há pista até o momento.

MatoGrosso_Municip_PonteseLacerda.svg

Pontes de Lacerda fica na divisa com a Bolívia.

EM QUERÊNCIA PEDRO TAQUES DIZ QUE VAI ACABAR COM A BANDALHEIRA QUE SE INSTALOU NA SEMA.

DE QUERÊNCIA: HOMERO SERGIO – TEXTO E FOTOS.

HSM_5111

O candidato ao governo de Mato Grosso Pedro Taques visitou Querência na manhã deste sábado e após ser recebido por autoridades, militantes e apoiadores no desembarque no aeroporto, ele seguiu em carreata pelas principais avenidas da cidade e encerrou sua participação após falar com a imprensa, com produtores, moradores e com políticos locais. O prefeito Gilmar Wentz esteve presente no aeroporto.

Pedro Taques estava acompanhado do candidato a vice Carlos Fávaro, do candidato ao senado Rogério Salles e dos candidatos a federal, Adilton Sacheti, Nilson Leitão, Zeca Vianna, Tampinha e dos estaduais Marquinhos, Marcos Carvão entre outros.

Após uma entrevista coletiva, Taques subiu no carro de som e falou aos presentes, que sob um sol ardido ouviu o curto discurso:

Eu peço a vocês que durante esses 14 dias, não descansem, vamos pedir votos até o dia das eleições para mostrar que Mato Grosso quer mudança. Quero agradecer a coordenação atraves do vice -prefeito, dos amigos do PDT e dos outros partidos que estão conosco nesta caminhada. Daqui para frente, o nosso partido é Mato Grosso, esse é o partido que nós todos temos que defender. Quero agradecer a presença dos deputados federais Nilson Leitão, Adilton Sacheti, Tampinha e Xuxu Dalmolim, quero agradecer os deputados estaduais Zeca Vianna, Marquinhos de Água Boa e Marcos Carvão de Nova Nazaré, muito obrigado pela presença e pelo apoio. Quero pedir votos para que eles sejam eleitos. Quero pedir voto para o amigo Rogério Salles, ele precisa do voto de cada cidadão de Querência e por fim amigos, mais uma vez agradecer a vocês que levam nas bandeiras os nosso nomes. Agradeço muito a coordenação desse município.

NÓS NÃO VAMOS ESQUECER OS NOSSOS COMPANHEIROS.

Nós não vamos esquecer os nossos amigos de Querência, porque quem ganha junto, vai governar junto o estado de Mato Grosso. Quero pedir o apoio e o voto para que eu possa ser governador, preciso de cada voto e vamos trabalhar muito até o dia das eleições para que possamos mudar Mato Grosso. Quero falar para vocês do setor produtivo desta região: nós vamos resolver o problema da SEMA, vamos resolver aquela bandalheira que demora 3 anos para emitir uma licença ambiental, quero falar com você da agricultura familiar, nós vamos tratar da regularização fundiária e fazer que os assentamentos de MT possam ter apoio e alavancar a agricultura familiar. Agradeço ao prefeito e ao presidente da Câmara, nós entendemos a questão partidária e sabemos que mais importante que partidos, existe o Mato Grosso. Muito obrigado pela presenças de vocês aqui. Nós ganharemos as eleições e ganharemos aqui em Querência e no Vale do Araguaia. Muito obrigado e até a vitória.

Ao fim de sua fala, Taques enviou um abraço ao ex-presidente da Câmara Valério Fernandes que se recupera de acidente quando fazia campanha em Confresa no início de setembro. Taques disse que visitou Valério em Sorriso que ele está junto até a vitória.

ACOMPANHE MOMENTOS DA CARREATA NAS FOTOS DE HOMERO SERGIO.

HSM_5027 HSM_5054 HSM_5069 HSM_5079 HSM_5087 HSM_5095 HSM_5099

SOB SOL FORTE DE QUERÊNCIA, A CARREATA SEGUIU PELA RUAS DO CENTRO E DO SETOR F.

CENTRO-OESTE TEM 54,3% DE CONECTADOS NA INTERNET.

RIO – Pela primeira vez, mais da metade da população brasileira tem acesso a internet. Em 2013, 50,1% da população acima de dez anos acessaram a internet alguma vez, seja em casa ou em outro local, nos três meses que antecederam a pesquisa, ante 49,2% em 2012, ou 84,204 milhões de pessoas. São 86,7 milhões de pessoas.

O ritmo de expansão dos internautas, no entanto, vem caindo nos últimos anos. Frente a 2012, o crescimento foi de 2,9%. Na passagem entre 2011 e 2012, a taxa foi de 6,9%. De 2009 para 2011, o ritmo foi de 14,8% e, entre 2008 e 2009, de 21,6%.

O acesso a internet tem variação expressiva entre as regiões: no Sudeste, a fatia já chega a 57,7%, seguida por Sul (54,8%) e Centro-Oeste (54,3%). Os menores níveis de acesso são na região Norte (38,6%) e Nordeste (37,8%).

São os jovens os que mais tem acesso a rede mundial: 76% entre aqueles de 15 a 17 anos, 74,2% entre os de 18 e 19 anos e 71% na faixa entre 20 e 24 anos. No grupo dos que tem mais de 50 anos, 21,6% tiveram acesso a internet em 2013, frente a 20,5% em 2012.

Essa pesquisa, no entanto, não considera acesso a internet via tablets e smartphones, o que tende a subestimar o acesso. Em um suplemento especial, o IBGE divulgará esses indicadores no próximo mês.

— Ainda temos muito o que avançar em termos de acesso a Internet, ainda não atingiu a população como um todo. Se olharmos os jovens, no entanto, já estão quase todos com acesso e isso tem aumentado na população mais velha — diz a gerente da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, Maria Lúcia Vieira. (SAIBA MAIS NO http://www.oglobo.com.br ).